Território lança Plano direcionado à Cadeia Produtiva do Sisal

49

No dia 25 de setembro, foi realizado o evento de lançamento do Plano de Ação do Sisal – PAT Sisal, que faz parte do PRODETER  – Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste para a cultura do Sisal. O evento ocorreu no auditório Lindaura Carneiro de Araújo em Santaluz-BA e reuniu representantes do poder público dos municípios de Conceição do Coité, Retirolândia, São Domingos, Valente e Santaluz, Colegiado Territorial do Sisal e Organizações que compõem o Comitê de Elaboração do Plano de Ação, entre as quais estão, a Fundação APAEB, APAEB, FATRES, MOC, ASCOOB e UEFS, além da CAR e Bahiater, representando o Governo do Estado.

O Agente de Desenvolvimento do Banco do Nordeste no Território do Sisal, Lívio Azevedo, esclareceu que o Plano, além de ter uma abordagem especial para agriculta familiar, é inovador, pois propõe a construção de um sistema que associa a produção do sisal à pecuária intensiva e semi-intensiva. “Esta estratégia que o Comitê do Plano elaborou ficou denominado de SISALPEC e consiste nesta integração entre a cultura do sisal e a agropecuária. O objetivo é trabalhar as Unidades Produtivas Familiares de forma que o agricultor continue produzindo e gerando renda mesmo nos períodos de estiagem prolongada, o que é recorrente no território”, explicou.

Para a Diretoria Executiva da Fundação APAEB, a construção coletiva e colaborativa, envolvendo os atores locais que atuam e conhecem a realidade do sisal e da agricultura familiar, dão grandes chances para que o PAT Sisal tenha sucesso e seja, inclusive, referência para outras regiões.

Foto: Noticias de Santaluz