CultAS – o acesso à cultura amplia a visão de mundo

40

Há mais de quatro anos a Casa da Cultura de Valente vem desenvolvendo ações do Projeto Cultura Ativa no Sisal – CultAS. O Projeto é uma iniciativa da Fundação APAEB contemplado pelo Edital de Apoio a Ações Continuadas de Instituições Culturais 2017 que tem apoio financeiro do Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda, com recursos do Fundo de Cultura da Bahia.

A partir do objetivo de dinamizar a Casa da Cultura, a Fundação APAEB realiza através do Projeto CultAS, diversas oficinas de formação cultural em música, dança, teatro, audiovisual, serigrafia, contação de história, fotografia, capoeira e ainda promove eventos de valorização da cultura popular regional. O CultAS se configura como uma oportunidade para a comunidade do Território do Sisal e especialmente de Valente, desenvolver práticas criativas diversificadas que valorizam e estimulam o exercício da cidadania e do reconhecimento da identidade cultural, principalmente para para crianças, adolescentes e jovens. É sobre isso que expressa o jovem Lucas Lopes, de 16 anos, nos contando um pouco da sua trajetória no Projeto.

Turma de Teatro do Projeto CultAS

“Por meio de um professor eu conheci o CultAS, me inscrevi e foi uma das melhores coisas que fiz.  Primeiro participei das oficinas de audiovisual e me encantei com o Projeto. Nunca pensei que conseguiria aprender tanta coisa sobre a arte, nunca achei que aquilo mudaria de fato o meu modo de enxergar as coisas. Hoje faço teatro, que também tem me feito pensar tantas coisas de outra forma. Agradeço muito a todos os envolvidos neste Projeto que me trouxe mudanças importantes. A arte é essencial, obrigatória e, sem o CultAS, eu não conseguiria enxergar esse lado tão divertido da vida.”

Virgínia Araújo, coordenadora do CultAS no Festival de Cultura Popular

“É importante quando a comunidade abraça os Projetos que muitas vezes conquistamos disputando de forma acirrada com outras organizações. Depois de quatro anos, através de ações continuadas, é muito bom ver os frutos do trabalho do CultAS através da expressão de parceiros, dos participantes e da soma dos resultados que conseguimos construir no final de cada semestre. O Território do Sisal, principalmente Valente, ganhou muito e agradecemos ao Governo do Estado, através da SECULT, pela oportunidade. A descentralização dos recursos do Fundo de Cultura do Estado, saindo um pouco da capital e chegando no interior do Estado foi uma ação crucial para o fortalecimento dos espaços culturais da Bahia” manifestou Virgínia Araújo, coordenadora do CultAS.